este espaço pode ser meu

Mais ruído sobre o manifesto contra o ruído em redor do ruído

Não há maneira de Carlos Tenreiro, cidadão por quem nutro apreciável estima, acertar com a resolução da difícil equação do ruído figueirense. Se em relação aos bares no centro da cidade considera que os decibéis em excesso fazem parte da própria vivência da cidade, são sinal de vivacidade e podem ser atenuados com a instalação de vidros duplos, vem agora o vereador do PSD mostrar o seu descontentamento com o excessivo ruído provocado pelas manifestações anti-touradas, que se desenrolam em simultâneo – espante-se! – , com as corridas de touros. Propõe Carlos Tenreiro que a autarquia intervenha nesta chatice, porque o som amplificado proveniente das manifestações “perturba o normal desenrolar da tourada”.

Ora, se não me falha o raciocínio, e salvo raras excepções, as manifestações têm precisamente essa particularidade de mostrar descontentamento através de uma assinalável adição de som e voz. Ou não vá dar-se o caso de passar despercebida.

Mantendo o raciocínio intacto, e não sendo um especialista na matéria, arrisco dizer que não haverá município legalmente habilitado a travar ou a fazer deslocar no tempo esta ou aquela manifestação. De qualquer forma, seria interessante concretizar a sugestão de Carlos Tenreiro (A CMFF não pode consentir nem autorizar a realização simultânea de dois eventos que se perturbam mutuamente)  e impedir a realização de ambos os eventos.

Mais acrescento a todo este barulho que a própria organização das touradas tem contribuído para – perdoem-me o pleonasmo – o avolumar de volume, ao tentar abafar a manifestação com… mais barulho amplificado, ao ponto da vereadora Ana Carvalho salientar que “perturba o bem-estar… animal”, ao que o presidente acrescentou “… e pessoal”.
E para compor toda esta tourada, há um Carlos Monteiro “solidário” com a questão do som amplificado, pois tem instalado à sua porta um megafone com um homem agarrado (ou será ao contrário?) a moer-lhe o juízo quase diariamente, pedindo por favor que se demita.

Contas feitas na equação, Carlos Tenreiro está nitidamente a pedir que lhe enviemos um orçamento para a instalação de vidros duplos no Coliseu Figueirense. Mas penso não ser muito sensato acrescentar mais ruído a toda esta inóspita barulheira. Há com certeza 1001 coisas mais pertinentes a apoquentar os figueirenses.

Quer ser o primeiro a receber o próximo artigo?

2 thoughts on “Mais ruído sobre o manifesto contra o ruído em redor do ruído”

  1. Muito bom! Eu sabia que ias escrever sobre isto… chama-lhe feeling mas, quando li o comunicado pensei que era material bom demais para desperdiçar 🙂

    A seguir virá a sugestão de só autorizar greves durante as férias e folgas dos funcionários e marchas lentas que sigam à velocidade do trânsito envolvente 🙂

    beijinhos e siga a Festa Brava (esta, não a das touradas).

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *