este espaço pode ser meu

Não estamos nomeados para Município do Ano

Desde ontem, 26 de outubro, que está a circular pelas redes sociais a notícia – e passo a citar o título da mesma – “Figueira da Foz nomeada para Município da Ano”. Ao que parece, a notícia surgiu no jornal Campeão das Provincias e já conta, à hora a que escrevo estas linhas, com 64 partilhas.

Não deixei de registar alguma surpresa com a existência de um concurso que visasse encontrar o município do ano, ainda para mais juntando o município da Figueira da Foz como nomeado para o galardão máximo da municipalidade portuguesa. E abri a notícia, na tentativa de perceber melhor o que andaram a fazer os outros 307 municípios para deixar escapar esta nomeação para a Figueira da Foz.

O primeiro parágrafo desfaz as dúvidas. Não existe, como seria de prever, um campeonato nacional de municípios, onde a Figueira da Foz pudesse eventualmente destacar-se naqueles parâmetros que fazem de um município o campeão dos municípios.
Existe sim, um concurso promovido pela Universidade do Minho que visa “reconhecer e premiar as boas práticas em projectos implementados pelos municípios portugueses, com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a sustentabilidade e a inclusão”.

Ora, o município da Figueira da Foz concorreu a esta iniciativa, juntamente com 36 outros municípios, levando a concurso o projecto “Ecossistema de Empreendorismo de Mar na Figueira da Foz”, que me merece todo o aplauso.

Portanto, do enganador título “Figueira da Foz nomeado para Município do Ano”, ficamos a perceber que na verdade se trata da candidatura de um projecto específico, nomeado para um concurso promovido pela Universidade do Minho, na categoria região Centro, para municípios com mais de 20.000 habitantes.

É bom? Diria que sim! Vamos ganhar o campeonato nacional de municípios? Infelizmente, não. Devemos ler notícias antes de as partilhar e denunciar esta corrente de manipulação da opinião pública, sempre que se justifique? Hoje, mais do que nunca, não tenho dúvidas que sim!

Quer ser o primeiro a receber o próximo artigo?

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *